quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Dia 28 - Este ano, em grande detalhe

Dedico esse texto aos meus cinco lados
www.cincolados.blogspot.com

Esse ano comecei sozinho, mas namorando. Não estou mais nem namorando, nem tão sozinho. Esse ano ainda sonhava que eu pudesse consertar as burradas do passado e ter em meus braços a moça branca novamente... Mas ela está feliz e não sonho mais. Comecei o ano gordo, não estou mais. Pelo menos, nem tanto. Comecei com muitos medos no ambiente profissional e agora tenho mais esperança. Como disse no post anterior, passei por transformações e sobrevivi..
Se o blog ficou chato é porque eu também fiquei.
Se o blog ficou sério, eu também passei a olhar só as contas e esqueci de ver o pôr do sol.
Não estou me justificando, nem me defendendo, nem mesmo dizendo que agi corretamente. Só estou constantando que passei por essa mudança.
mas na vida nada é perene.
Estou mudando novamente. Porque no final do ano, percebo quanto cresci e quanto ainda posso crescer. Quanto ainda posso chegar.
Sobre o Blog Borra de Vida, quero pedir desculpa a todos, mas principalmente aos cinco lados.
Desculpa Mare, mas sim, hoje alcanço o pote de biscoito em cima do armário. Mas isso não quer dizer que deixarei de olhar para sociedade das formigas e tentar ser peter pan ...
Desculpa Paty, se eu pudesse resumir esse ano em uma cor seria o verde... Mas é a cor da esperança, das novas possibilidades.
Desculpa Luiza, se o meu blog não ficou tão mágico , tão envolto ás energias da vida, dos pequenos feitiços que o coração pode fazer causande grandes mudanças. mas se há um ponto positivo: voltei a transformar minha vida em uma poção que primeiro busca equilibrio...
Desculpa Deise, se faltou falar mais de amor, de relacionamento, de carinho, amor ao próximo, de alegrias e surpresas que podem nos envolver e nos confortar.

Mas vem aí um novo Luiz, e com ele, uma nova forma de ver avida, uma nova roupagem, um novo olhar. Tentando buscar a inocência da criança, as palavras de um poeta aprendiz, a experiência de alguem que como tantos já caiu, mas que não desistiu de caminhar.

Esser ano foi o ano da transformação. E prometo tentar voltara ser o homem mais feliz do mundo.

5 comentários:

Mare Soares disse...

me deu vontade de chorar!

Paty Augusto disse...

Lindo, menino, mas insisto que para mim a esperança é mais alegre, um amarelo, eu diria... É muito bom ter um amigo como vc, preocupado em se transformar para poder também transformar o mundo a sua volta.

Mare Soares disse...

amarelo me lembra doença, paty o.o

Felippe L.B. Katan disse...

E agora? Como eu escrevo sobre meu ano no meu blog?! Dá até vergonha, depois de um texto tão belo. Tá certo que meu blog não foi feito pra ser belo, então... continuemos. \o/

Parabéns por mais um ano e que venham outros mais, com mudanças, claro, de preferência, e muita, para melhor.

Quanto ao "amarelo", só lembra doença se você pensa no amarelo errado. Pense mais no amarelo do sol e menos no amarelo do ouro. ;-)

Luiz Cezar Marinho disse...

concordo com o felipe, o amarelo pode ser lindo...
E paty, gosto do amarelo, mas verde é a cor das plantas que brotam, crescem... esperança, sempre hehhe
beijos e abraços!
Obrigado pelo carinho de todos