domingo, 10 de fevereiro de 2008

quando a folia acabar!



Quando a folia acabar, não sei o que vai acontecer.
Tudo que fiz, foi demais. Mas não sei se era pra ser.
Fiz muitas coisas que nos planos não podiam rolar.
Será que o carnaval realmente é pra se soltar?
Fico me indagando, sozinha, tão preocupada.
Na quarta feira de cinzas, eu só, mesmo acompanhada!
Não pensei no amanhã e não fiz com quem queria.
Acordei diferente, mulher, esquecendo da orgia.
Quando a folia acabar, não sei o que vai acontecer.
Talvez esqueça tudo e eu esqueça que não foi com você.
Fiz muitas coisas que nos planos não podiam rolar.
Acho que o carnaval não serve só pra se soltar.



Viver na borra de vida não é fazer tudo que queremos sem moderação. É aproveitar cada momento com maturidade e conciliando coma vida real. A folia passa, termina. Ela sempre acaba. E a dor de cabeça continua... Peso na consciência existe em qualquer vida que você escolher!

3 comentários:

Paty Augusto disse...

Ah, o carnaval!!! As pessoas têm a péssima mania de esquecer que existe um dia seguinte...
Sim, deve-se viver intensamente, mas com responsabilidade para não levar consequencias drásticas para o amanhã.
Um brinde a Baco e à Alegria e ao Carnaval onde tudo é permitido... ou quase tudo.

Mare disse...

Concordo.
Aproveitar tudo com moderação é a melhor maneira, até mesmo quando falamos de folia.
Acredito que a moderação seja o jeito mais fácil de viver sem arrependimentos.

Luiza Callafange disse...

Ahh, com certeza o dia seguinte existe, e aproveitar tudo com moderação é o que faz com que esse dia seguinte seja aproveitado da mesma intensidade.
Concordo com a Paty e a Mare :)
Ahh, e também adoro tuas escritas, Luiz.