sábado, 12 de abril de 2008

Mais devaneios, capelos e gaivotas de abril



Quanto tempo temos? Não muito, não muito. Mas é suficiente? É suficiente? Depende. Depende da intensidade do seu vôo.

Eu já falei algumas vezes que nunca mais faria algo. E me vi meses ou semanas depois repetindo com o mesmo cinismo e fazendo as mesmas projeções futuras.

Reza a lenda que não se deve dizer nunca, nunca! Pelo visto, acertaram em cheio.

Já sonhei com princesas e acordei com dragões, já implorei por riqueza e vibrei com a sua escassez, já fiz planos mirabolantes e decido largar tudo pra ser feliz. E até agora, nessa decisão vou bem...

Se você pudesse escolher apenas por hoje, o que fazer nessa manhã, entre qualquer coisa, o que você escolheria? Meu medo é passar o dia inteiro em casa tentando decidir...

Já parou pra pensar que o grão de arroz que você comeu hoje, você nunca mais vai ver? Cuidado, esse pensamento é meio depressivo...

Uma das questões mais contraditórias na vida é saber se devemos tentar o cotidiano ou as aventureiras mudanças. E não tem jeito, a melhor resposta é ficar em cima do muro e aproveitar das duas linhas.

Nunca procurei, apesar do meu fascínio, a palavra liberdade no dicionário. A explicação pode ser meio clichê mas deve ser pra eu ser livre de sonhar com a definição que me couber.

Certa vez acordei sobressaltado na madrugada pensando que tudo que havia pra se fazer na vida, eu já tinha feito. Tudo, tudo mesmo. No sobressalto, escrevi esse texto, planejei mais 10 fatos inéditos e voltei a dormir.

O vídeo acima é do filme Fernão Capelo e Gaivota. Recomendado a todos sem restrição etária, poética e filosófica.

3 comentários:

Monitor de LCD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Monitor de LCD, I hope you enjoy. The address is http://monitor-de-lcd.blogspot.com. A hug.

Paty Augusto disse...

Lindo vídeo, lindas palavras!!! Devaneios que estão em todos nós. O bom é termos sempre a certeza que sempre tem algo por se fazer, estamos sempre criando e recriando nossos caminhos e, dessa forma, nosso dia nunca será totalmente perdido...
Beijos, anjo!

Mare disse...

Estava pensando sobre isso agora pouco... E como não tenho nada para fazer, escreverei sobre isso no meu blog tbm, aproveitando sua idéia. ^^
Tem outro texto lá "O amor e o tempo" peço humildemente que vc comente nele tbm... Gostaria muito da sua opinião nele.

Meu egoísmo e egocentrismo outro dia foi tão grande que nem deu tempo de agradecer. Obrigada pelas palavras no msn, não me fizeram dar um sorriso, mas me fizeram reconhecer meu valor. Obrigada, do fundo do meu coração.