terça-feira, 21 de junho de 2011

Soneto ampulheta do amor bumerangue


Soneto ampulheta do amor bumerangue

Minha sina é te perder.

Faço tanto que esqueço;

Histórias lindas com você.

Apagadas e sem endereço.


Seu gosto, não me lembro mais.

As imagens que tenho,

São fotos antigas de jornais,

Que guardo sem ferrenho.


Mas um dia vou chorar.

E muito tarde vai ser

Nossos momentos vão me lembrar:


A forte saudade de você.

Mas é só tempo voltar,

E tudo vem a reaparecer.


Sou ferrenho, guardo jornais.

Pois fotos são imagens.

De você não lembro mais.

Seu gosto é uma bobagem.


Sem endereço e apagada,

De você, linda, só histórias.

Tu só não somes na página virada,

Pois minha sina é te ter na memória.

4 comentários:

Blog do TWITTER! disse...

Legallllllllll!

Home Security disse...

I wish more people would write blogs like this that are really fun to read.
Home Security

Atlanta Home Security disse...

I'm impressed. You're truly well informed and very intelligent. You wrote something that people could understand and made the subject intriguing for everyone. I'm saving this for future use.

Home Security disse...

This site is good because they give us a new thing and new ideas and new topic how good all of they are we should appreciate them because of these good thing.