quinta-feira, 16 de outubro de 2008

A metade da laranja

Indo contra todas as filosofias e complexidade de Logus, do nosso ser e não ser e tudo mais, eu desafio o mundo a pensar na vida como uma laranja. Simples, débil e óbvio assim.

Nós somos uma laranja. Metade nós, metade sonhos. Completos? Jamais. Somos seres humanos. Demasiadamente humanos. Fedemos demais, choramos demais, pensamos muito e queremos sempre a quantidade errada. Ou pouco, ou muito.

Nossas laranjas nunca são as mais belas. A do vizinho sempre é mais doce, mais suculenta, melhor... Vai ver que no fundo , no fundo, nós queríamos ser mais do que laranjas, talvez melancia ou abacaxi. Vai ver que eu estou filosofando demais e vou acabar espremendo essas idéias. No final, pelo menos terei um suco...

Minha última reflexão é que o que fazemos com nossas laranjas nunca é a melhor opção. Sempre seremos julgados, avaliados, enquadrados. Somos o resultado do que os outros esperam e pessoas laranjas que tomam decisões ácidas perdem muitos amigos, companhias, amores. Não acredito sinceramente em ninguém que possa ser a metade da minha laranja, mas tenho total convicção que posso fazer sucos deliciosos com as pessoas que amo. Podemos alaranjar nossa vida, ver o pôr do sol no pomar praiano mais próximo...
No momento, minha laranja é metade eu, metade sonhos. Sonhos audaciosos, sonhos diversos, sonhos... Nunca deixarei de ser eu. De ser o poeta, o romântico, o amigo, o confidente, o escritor e ouvinte. O professor e o aluno.

Nunca perderei minha essência. Porque essa laranja que vos fala tem raízes fortes nas suas convicções e vai tentar sempre conciliar tudo para no final as coisas jamais acabarem em pizza. O lance é acabar em salada de fruta, uma verdadeira festa de amizades saudáveis...

4 comentários:

Paty Augusto disse...

E pode ter certeza que essa laranja adoça a minha vida... pq suco de laranja, mesmo quando azedo, é delicioso e refrescante...
Beijos, menino!

M Telles disse...

Belíssimo texto, oportunda reflexão. Me identifiquei totalmente. Confesso que adoro salada de frutas, ainda mais salada de amigos, rs. Entretanto, confesso também, que adoro quando tudo termina em pizza e guaraná. Ops, pizza e chopp.
beijos
;)

Hudson Pereira disse...

Essa laranja aqui vive rolando para os cestos errados, mas um dia hei de aprender algo com essa vida.

Luiz, muito obrigado pelos seus comentários, eu sempre leio aqui tudo que vc escreve,mas muitas vezes não comento pq não sinto que direi algo realmente relevante.

Um grande abraço.

Luiza Callafange disse...

Essa laranja aqui gosta de estar madura, doce e suculenta para ser degustada pela vida e se misturar às outras frutas nesta salada deliciosa e saudável! :)