sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Divagações 1


Divagações 1- Nasce o sonhador!


- Menino, menino! Onde foi que ele se meteu?
- Continua lá soltando pipa. Deixa ele. Ele tá na idade de sonhar.
- E desde quando sonhar é bom?
- Na idade dele é.
-Não, aí se torna aqueles adultos sonhadores. Poeta. Só faltava ter um na minha família.Pra completar a desgraça.
- que absurdo, mulher!
- Acho que homossexual, eu até aceitaria. Maconheiro, ladrão...Até vai! Mas poeta é demais.
- Você é intransigente demais.
- Há ta... Imagina só. Um trovador. Entrar em casa cantarolando, olhando pros céus. Dizendo bom dia pras plantas...
- Que barato! Não seria?
- Cruz credo. Ia fazer poesias para as namoradas. Cantar embaixo da sacada. Ia chorar cachoeiras. Ser um sonhador. Era só o que faltava.
- O que importa é ser feliz.
- E desde quando quem sonha, é feliz? Tem aqueles planos mirabolantes. Aquele par de olhos brilhantes. Palavras que fascinam... O sonhador é um inconformado. Está sempre atrás de mais. Buscando deixar seus sonhos , perfeitos.
- E o que mal há nisso?
- Há, era só o que me faltava. Está na cara, Asdrúbal! Na cara! Quem sonha, não para nunca. Tem uma vida intensa. E mesmo assim, consegue abrir um sorriso. O sonhador é cínico, só pode ser. Como pode ser feliz não parando, não tendo uma vida normal?
- vai ver que o sonhador, nasceu pra não ter uma vida normal. Vai ver que se a vida ficar monótona, ele para. O sonhador precisa de cores, intensidade e sensações inéditas. É como um pássaro que se engaiolado, para de cantar.
- é como um pássaro engaiolado ou como uma pipa sem rabiola.
- Nossa, mulher! Que metáfora fabulosa... exatamente como uma pipa. Incrível! Você já tinha pensado nisso antes?
- Claro, Asdrúbal! Por que você acha que eu quero que ele largue logo a maldita pipa. Meu filho , um sonhador. Era só o que me faltava. Menino, vem já pra dentro!!! Agora!

E a mãe não conseguiu cortar a rabiola do jovem menino...E ele hoje é, quem diria, um sonhador!

Um comentário:

yoko disse...

"3- As atualizações não têm contrato de dia certo para ocorrer, mas sim, vontade própria. Não sou eu que crio personagens. São eles que se exigem aparecer ou sumir do mapa. Sejam pacientes."

Esta é uma anotação que sinto informar ser grata de poder re-utilizar [e com papel reciclado]. Se for possível, é claro.

O menino é sonhador. Talvez a mãe também fosse. Mas as pessoas crescem e ficam com medo. Uma tal de angústia de não fazer o certo, de não dar certo na vida.

Taí, gostei de mais daqui.

inté
=)

P.s: blog encontrado na lista de jornalismo do yahoo.